Revista de Estudos Culturais e da Contemporaneidade - ISSN: 2236-1499

DOCE DE COSME E DAMIÃO: CONSIDERAÇÕES SOBRE UM CASO DE SINCRETISMO*

D.O.I.: 10.13115/2236-1499v2n11p21

 

 

 

Júlio César Tavares Dias**

 

“Cosme e Damião

Cadê Doum?

Crispim Crispiano

São os filhos de Ogun”

Resumo: O doce de Cosme e Damião é distribuído entre o dia 27 de setembro (Dia de Cosme e Damião) e 12 de outubro (dia das crianças). Cosme e Damião foram nas religiões afro-brasileiras sincretizados com os erês (espíritos de crianças). Esses doces são ofertados como promessas, no catolicismo popular, ou foram oferenda aos Orixás (entidades dos cultos afro). Nosso trabalho discute, a partir do conceito de fato social total e de magia de Marcel Mauss, a prática de dar o doce e suas origens e a atitude dos evangélicos, principalmente pentecostais, de recusá-lo, como também, a re-configuração dessa prática que faz a Igreja Universal do Reino de Deus ao distribuir doces consagrados, temendo que as crianças fiquem endemoninhadas ao comer os doces oferecidos nessa época.

Palavras-chave: sincretismo, pluralismo religioso exclusivista, campo religioso brasileiro, Marcel Mauss.

Abstract: The Cosmas and Damian’s candy is distributed during 27 of September (Cosmas and Damian’ day) to 12 of October (Children’s day). These saints were syncretized with eres (children’ spirits) in the Afro-Brazilian religions. These candies are presented like vow, in the popular Catholicism, or they were oblation to Orishas (Afro religious divinities). Our paper discuss the practice of giving and receiving the candy and its origins, based upon the notion of total social fact and magic from Marcel Mauss, and also the attitude of refuse of evangelicals, principally Pentecostals, and still the reconfiguration made by the Universal Church of Kingdom God when it gives blessed candies, because it fears that children be possessed by evil spirits when they eat candies offered in this time.

Key Words: syncretism, religious exclusivist pluralism, Brazilian religious camp, Marcel Mauss.


 

* Este trabalho destinou-se primeiramente à disciplina Antropologia Social da Religião, ministrada pela professora Dra. Zuleica Dantas no mestrado de Ciências da Religião da Universidade Católica de Pernambuco – UNICAP.

** Doutorando em Ciência da Religião na UFJF. Bolsista CNPQ. Mestre em Ciências da Religião da Universidade Católica de Pernambuco – UNICAP.

 

Revista de Estudos Culturais e da Contemporaneidade - ISSN: 2236-1499

Capa/Sumário Diálogos N.° 11

Home Page da Revista

Normas de Submissão de Artigos