Revista de Estudos Culturais e da Contemporaneidade - ISSN: 2236-1499

Caixa de texto:  

 AMOR, UMA ANÁLISE CRITICO-CONCEITUAL: MITOS, CRISES, AMBIVALÊNCIAS E SENTIDOS

D.O.I.10.13115/2236-1499.2014v2n11p42

 

Edson Francisco Machado de Lima[1]

   (Orientador) Prof. Dr. Kleber Fernando Rodrigues[2]

FAFICA

 

 

RESUMO:

O presente trabalho de pesquisa tem como objeto de estudo o amor na contemporaneidade e busca como objetivo estudá-lo mediante seu fenômeno histórico em seus mitos, crises, ambivalências e sentidos – construídos pela humanidade. Apresentando suas características principais, foca-se em compreendê-lo no tempo presente, de acordo com o fenômeno da modernidade. Diante disso, três populares formas atribuídas ao amor foram analisadas neste trabalho, sendo elas: Eros, Philia e Ágape. A metodologia utilizada se constituiu da abordagem qualitativa e procedimento bibliográfico fundamentada em autores como: GIDDENS (1991), HALL (2001), BAUMAN (2004), GHIRALDELLI (2011), FREUD (1996), ARISTÓTELES (2001), KIERKEGAARD (2005) e MORIN (2000). Partindo desse referencial, analisamos como as sociedades foram modificando os conceitos de amor, no intuito de adequá-los às múltiplas culturas.  Por fim, torna-se evidente no resultado deste projeto a ideia de complexidade. Assim, Eros, Philia e Ágape fazem parte de um todo, chamado amor, que se deixa construir e desconstruir de acordo com o pensamento de cada época e cultura, e, isso justifica a constante incerteza que o faz sobreviver a tantas significações, modificando sua aparência, sem perder a essência.

PALAVRAS-CHAVE: Amor; Desejo; Felicidade.

ABSTRACT

The present research has as an object of study the love in contemporary and seeks as objective study it through his historical phenomenon in their myths, crisis, ambivalence and senses - built by mankind. Presenting its main features focuses on understand it at the present time, according to the phenomenon of modernity. Thus, three popular forms ascribed to love were analyzed in this work, namely: Eros, Philia and Agape. The methodology used was composed of qualitative research and literature procedure based on authors such as GIDDENS (1991), HALL (2001), BAUMAN (2004), GHIRALDELLI (2011), FREUD (1996), ARISTOTLE (2001), KIERKEGAARD (2005) and MORIN (2000). Starting this referential, we analyze how societies were changing the concepts of love, in order to adapt them to the multiple cultures. Finally, it is evident result of this design in view of the complexity. Thus, Eros, Philia and Agape are part of a whole, called love, that lets you build and deconstruct according to the thinking of every time and culture , and this justifies the constant uncertainty that makes surviving so many meanings, modifying their appearance, without losing the essence.

KEY WORDS: Love, Desire, Happiness.


 

[1]Graduando em Filosofia, pela Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Caruaru – FAFICA. Estudante de Iniciação Cientifica – NUPESQ – FAFICA.

[2]Doutor em Sociologia - Universidade Sorbonne - Paris V - René Descartes - Docente e Pesquisador do NUPESQ- FAFICA. Docente do Instituto Federal da Pernambuco - IFPE.

Revista de Estudos Culturais e da Contemporaneidade - ISSN: 2236-1499

Capa/Sumário Diálogos N.° 11

Home Page da Revista

Normas de Submissão de Artigos