CADASTRO     ATUAL    ANTERIORES    NOTÍCIAS     PESQUISA     PROFLETRAS

O Despertar do Gigante: Considerações Sobre as Manifestações de Junho de 2013

Jonathan Soares de Souza

 

D.O.I.: 10.13115/2236-1499.2015v1n13p156

Resumo

Recentemente assistimos a onda de manifestações e protestos que explodiram pelo Brasil. Essas manifestações demonstram o desejo por dias melhores, por uma política mais limpa e por uma democracia mais justa. Tudo isso nos aparece em meio a uma serie de elementos significativos que nos ajuda a estabelecer uma compreensão maior acerca das manifestações. O presente trabalho se dedica em observar de forma resumida e em uma perspectiva analítica os elementos embutidos no processo, e que nos permite construir um quadro geral sobre essas manifestações, e seus desdobramentos, além disso, é um exercício valido, para compreender a quantas anda a democracia e a liberdade de expressão no Brasil.

PALAVRAS-CHAVE: Movimentos Sociais. Manifestações. Protestos

Abstract:

Recently saw the wave of demonstrations and protests that erupted in Brazil. These demonstrations show the desire for better days, for a cleaner policy and a fairer democracy. All this appears to us in the midst of a series of significant elements that help us establish a greater understanding of the demonstrations. This work is dedicated to observe briefly and in an analytical perspective embedded elements in the process, and that allows us to build a general framework on these manifestations, and its consequences, moreover, is a valid exercise to understand how fares democracy and freedom of expression in Brazil.

KEYWORDS: Social Movements. Manifestations. Protests.


 

Texto completo:

     PDF

Referências

ALVEZ, Teresa Costa. Média, movimentos sociais e democracia participativa: As mensagens políticas nos cartazes da manifestação de 15 de setembro de 2012. Estudos em Comunicação nº 14, p.123-136. Dez.2013

CARVALHO, José Murilo de. Cidadania no Brasil. O longo Caminho. 3ª ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2002.

CASTELLS, Manuel. Redes de indignación y esperanza. Madrid: Alianza,2012 IN PERUZZO, Cicilia M. Krohling. Matrizes ano7 – Nº 2 jul/dez.2013.

GOHN, Maria da Glória. História dos Movimentos Sociais: a construção da cidadania dos. Brasileiros. São Paulo: Loyola, 1996.

___________. Movimentos Sociais e Educação. São Paulo: Questões da Nossa época, 1994.

___________. Teoria dos Movimentos Sociais: paradigmas clássicos e contemporâneos. São Paulo: Loyola, 1997.

HOBSBAWM, Erick J. Era dos Extremos. O breve século XX: 1914-1991. São  Paulo: Cia.das Letras, 1995.

GOMES, Fábio Guedes. Os Protestos Sociais e suas Raízes Econômicas. Jornal dos Economistas, Rio de Janeiro/ CORECON/SINDECON, nº288, julho de 2013.

LIFSCHITZ, Javier Alejandro. Sobre as manifestações de junho e suas máscaras. DILEMAS: Revista de Estudos de Conflito e Controle Social – Vol.6-nº4- Out/Nov/dez 2013, p.699-715

LOCATELLI, P.; VIEIRA, W. O Black Bloc está na rua. Carta Capital, a.XVIII, n. 760, ago.2013. Acesso em 02/01/2014 às 00h48min

MENDEZ, Labrador. A democracia na praça. Dois anos de protestos na Espanha. Revista Piaui, n.83,p.44-51, ago.2013. IN PERUZZO, Cicilia M. Krohling. Matrizes ano7 – Nº 2 jul/dez.2013.

PERRUZZO, Cicilia M. Krohling. Movimentos Sociais, redes virtuais e mídia alternativa no junho em que “o gigante acordou”(?). Matrizes ano7 – Nº 2 p.73-93, jul/dez.2013.

THOMPSON, E. P. Tradição, Revolta e Consciência de Classe. Barcelona: Editorial Crítica, 1984.

VOLANIN, Leopoldo. Poder e mídia: A criminalização dos movimentos sociais no Brasil nas últimas trintas décadas. Disponível em: www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/portals/pde/arquivos/760-4.pdf‎. Acesso em: 29/12/2013 às: 20h34min