CADASTRO     ATUAL    ANTERIORES    NOTÍCIAS     PESQUISA     PROFLETRAS

Do fogão ao picadeiro: mulheres circenses entre glamour e preconceitos

Lenice Veloso da Silva & Jairo Nogueira Luna

D.O.I.: 10.13115/2236-1499.2015v1n13p105

Resumo

Este presente artigo analisa a vida de mulheres circenses que abandonaram suas vidas sedentárias em busca de aventurar-se mundo a fora e buscando uma nova opção. Tem como objetivo detalhar mitos e preconceitos sobre as artes circenses em especial tratando da palhaçaria feminina, vista como uma arte proibida para o sexo feminino. Para compor esta pesquisa foram realizadas entrevistas com mulheres circenses, em especial seis guerreiras que dominam um circo nomeado de “Novo horizonte”, e muito pouco recebem a ajuda de homens. No qual se buscou entender o modo de viver socialmente, em virtude de preconceitos marcados ao longo da história. Foram destacadas a presença da palhaçaria feminina e o chamado “fazer a praça”, características dominadas pelo os homens. No entanto nesta pesquisa há uma quebra de estereótipos, mostrando a resistência, enfrentadas por essas artistas no universo circense.

PALAVRAS-CHAVE: Mulheres; preconceitos; circo; palhaças.

Abstract:

This article analyzes the life of circus women who abandoned their sedentary lives looking to venture outside the world and looking for a new option. Aims to detail myths and prejudices about the circus arts in particular dealing with palhacaria female, seen as an art forbidden for females. To compose this research interviews with circus women were made, especially six warriors who dominate a named circus "New Horizon", and very little receive help from men. In which we sought to understand how to live socially, because of prejudices marked throughout history. Were highlighted the presence of palhacaria female and the so-called "make the square", features dominated by men. However this research there is a break stereotypes, showing resistance, faced by these artists in the circus universe.

KEYWORDS: Women, prejudices, circus, clowns.


 

Texto completo:

     PDF

Referências

INES, Ana. “Mulheres Circenses, Mães Itinerantes” in Blog: Repórter Mãe.

http://reportermae.blogspot.com.br/2008/03/mulheres-circenses-mes-itinerantes.html

SILVA, Erminia. Respeitável público... O circo em cena. Erminia, Silva, Luis Alberto de ABREU. Rio de Janeiro: FUNARTE, 2009.

SILVA, Ermínia. O circo: sua arte e seus saberes: O circo no Brasil do final do século XIX a meados do XX. Dissertação de Mestrado no Programa de Pós-Graduação em História Social da Cultura, Unicamp, 1997.

http://www1.folha.uol.com.br/fsp/cotidian/ff1004200019.htm

http://palhacasbemvindassoisvos.blogspot.com.br/

SILVA, Talita Costa da & SANTOS, Anderson Cristopher dos. “O RISO TAMBÉM COLONIZOU O BRASIL” in: Anais do II Encontro Internacional de História Universal. Caicó (RN), v. 9. n. 24, Set/out. 2008. Disponível em www.cerescaico.ufrn.br/mneme/anais