CADASTRO     ATUAL    ANTERIORES    NOTÍCIAS     PESQUISA     PROFLETRAS

 

SEMIÓTICA E SUA APLICAÇÃO AO TEXTO LITERÁRIO: UMA PROPOSTA INTERDISCIPLINAR DE USAR A TEORIA E PRÁTICA EM SALA DE AULA

SEMIOTICS AND ITS APPLICATION TO THE LITERARY TEXT: AN INTERDISCIPLINARY PROPOSAL AND USING THEORY AND PRACTICE IN CLASSROOM

d.o.i. 10.13115/2236-1499v2n19p473

Ricardo Santos David[1]

Renato Santos David[2]

 

Resumo: A semiótica francesa entrou em convivência com outras correntes da semiótica, no caso em questão faremos algumas citações de Greimas ao longo do texto. Verificamos como formar um conjunto teórico aberto e crítico que, desde então, espraiou-se numa variada gama e campos. Nosso foco é abordar a teoria e análise literária. A vocação interdisciplinar da semiótica, como uma ciência da comunicação, também se dilatou na multi e transdisciplinaridade, propiciamos o diálogo e intercâmbio conceitual com a epistemologia, a história das ciências, as ciências sociais, a psicologia educacional, a psicanálise e chegamos à literatura, etc. As situações práticas de comunicação envolvem, em geral, a atuação simultânea de símbolos, índices e ícones. Podemos identificar contextos em que um desses modos de representar sobressai aos demais, tornando-se determinante para a compreensão do texto. A semiótica deve ser entendida e aplicada como interpretação e compreensão textual, para formar alunos capazes de compreender os processos e exercer suas funções críticas na realidade social em que estão inseridos. O objetivo deste artigo científico é descrever situações de leitura verificar nas qual a ênfase em cada uma dessas formas de representação determina a apreensão de sentidos específicos nos poemas e textos narrativos.

Palavras-chave: Semiótica; Texto Literário; Transdisciplinaridade; Polissemia; Interdiscursividade.

Abstract: The French semiotics came into contact with other currents of semiotics; in the case in question we will make some quotes from Greimas throughout the text. We have verified how to form an open and critical theoretical set that has since spread in a wide range and fields. Our focus is on literary theory and analysis. The interdisciplinary vocation of semiotics, as a science of communication, has also expanded in multi and transdisciplinary, we foster dialogue and conceptual exchange with epistemology, history of the sciences, social sciences, educational psychology, psychoanalysis and we come to literature, etc. Practical communication situations usually involve the simultaneous operation of symbols, indexes and icons. We can identify contexts in which one of these ways of representing excels to the others, becoming determinant for the understanding of the text. Semiotics should be understood and applied as textual interpretation and comprehension to form students capable of understanding the processes and performing their critical functions in the social reality in which they are inserted. The purpose of this paper is to describe reading situations in which the emphasis on each of these forms of representation determines the apprehension of specific meanings in poems and narrative texts.

Keywords: Semiotics; Literary Text; Transdisciplinary; Polysemy; Interdiscursivity.

____________________


[1] Pós - Doutorado em Educação: Formação de Professores e Psicologia Educacional - FCU - Florida Christian University - Orlando - USA. Pesquisador, Colaborador, Livre Docente - Líder do Grupo de  Pesquisa Ciências da Língua(gem) - entre Europa, América Latina e EUA. E-mail: ricardosdavid@hotmail.com. GERENTE EXECUTIVO NA EMPRESA FOCO DO CLIENTE - Brasil - Revisor de Textos Oficial de Língua Portuguesa. E-mail: ricardosdavid@hotmail.com

[2] Estuda Bacharelado e Licenciatura em Letras -ênfase em Semiótica ( ensino de línguas estrangeiras e língua materna) USP - Universidade de São Paulo. E-mail: renatosdavid@hotmail.com

 


Texto Completo:

PDF

REFERÊNCIAS  

BARROS, D. L. P. de. “De la perfection”: duas reflexões. In: LANDOWSKI, E; DORRA, R.; OLIVEIRA, A. C. (Eds.). Semiótica, estesis, estética. São Paulo: EDUC/Puebla: UAP, 1999, p. 119 - 123.

______. De. Estudos do discurso. In: FIORIN, J. L. (org.). Introdução à linguística II (princípios de análise). São Paulo: Contexto, 2003.

BARROS, Diana Luz Pessoa de. Teoria semiótica do texto. São Paulo: Ática, 1991.

______. Teoria do Discurso: Fundamentos Semióticos. 03. ed. São Paulo: Humanitas, FFLCH/USP, 2002.

BARROS, Diana Luz Pessoa. Teoria semiótica do texto. São Paulo: Ática, 2005.

FIORINJosé Luiz. “A Noção de Texto na Semiótica”. In: Organon / Revista do Instituto de Letras da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, URGS, Porto Alegre: Faculdade de Filosofia, 1995. Vol. 09, nº 23.

FIORIN, J. L. (1988). Linguagem e ideologia. São Paulo, Ática.

 ______. (1989). Elementos de análise do discurso. São Paulo, Contexto/EDUSP.

______. (1996). As astúcias da enunciação. São Paulo, Ática.

______. (2000). Fruição artística e catarse. Letras. Revista do Curso de Mestrado em Letras da UFSM. Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 20; 11 - 38 Janeiro/Junho de 2000.

FIORIN, José Luiz. Para entender o texto: leitura e redação. São Paulo: Ática, 1993.

FIORIN, José Luiz. Elementos da análise do discurso. São Paulo: Contexto, 1997.

GERALDI, João Wanderley. 1984. Unidades básicas do ensino de português. In: O texto na sala de aula: leitura & produção. 04. ed. Cascavel: ASSOESTE. p.49 - p.69.

SILVA, F. M. Leitor: de destinatário a destinador. Estudos Linguísticos (São Paulo), v. 01, p. 89 - p.98. 2006.