CADASTRO     ATUAL    ANTERIORES    NOTÍCIAS     PESQUISA     PROFLETRAS

Referências

CARDINI, Franco. Magia e bruxaria na Idade Média e no Renascimento. In: Revista online Psicologia USP v.7 n.1-2 São Paulo, 1996. Disponível em: file:///C:/Users/Dirce/Documents/Magia%20e%20bruxaria%20na%20Idade%20M%C3%A9dia%20e%20no%20Renascimento.html. Acesso em: 9/11/2017.

CARDOSO, Zélia de Almeida. A literatura latina. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

KUNERT, Stéphanie. Códigos de degeneração: uma prática semiótica de desafio. In: Semen, n 34, 2012: Texte, discours, interactions. Nouvelles épistémologies. Disponível em: http://semen.revues.org/9713. Acesso em: 9/11/2017

ORLANDI, Eni P. Análise de discurso: princípios e procedimentos. Campinas, SP: Pontes, Editores, 2013.

PAVEAU, Marie-Anne. Das mulheres Tarzan às Peshmergas. Estereótipos discursivos e ícones acerca das mulheres “masculinas”. In: Mulheres em discurso: gênero, linguagem e ideologia. Vol I. ZOPPI FONTANA, M. G.; PÊCHEUX, Michel. Semântica e discurso. Tradução de Eni P. Orlandi et al. Campinas: Editora da Unicamp, 2010

 

IMAGENS:

Imagem 1: https://www.google.com.br/search?q=mago&source=lnms&tbm=isch&sa=X&ved=0ahUKEwiT2YKn1KjZAhUDGZAKHQNqCfcQ_AUICigB&biw=1093&bih=530#imgrc=NOym8eh6tgrNbM: (acesso em: 15/02/2018)

 Imagem 2:  https://www.google.com.br/search?q=feiticeira&source=lnms&tbm=isch&sa=X&ved=0ahUKEwjYxuHc06jZAhVMC5AKHUaeBPUQ_AUICigB&biw=1093&bih=530#imgrc=oaFzMZ7jDTNAQM: (acesso em: 15/02/2018)