CADASTRO     ATUAL    ANTERIORES    NOTÍCIAS     PESQUISA     PROFLETRAS

Referências

ABRAMOWICZ, Anete. A pluralidade de ser judeu. In: GOMES, Nilma Lino; SILVA, Petronilha B. Gonçalves (Org.). Experiências étnico-culturais para a formação de professores. 3. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2011. p. 27-38.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Diretrizes curriculares nacionais para a educação infantil / Secretaria de Educação Básica. – Brasília: MEC, SEB, 2009.

CANDAU, Vera Maria. Didática crítica intercultural: aproximações. Petrópolis: Rio de Janeiro: Vozes, 2012.

______. Sociedade multicultural e educação: tensões e desafios. In:______ (Org.). Cultura(s) e educação: entre o crítico e o pós-crítico. Rio de Janeiro: DP&A, 2005, p. 13-37.

______. Direitos humanos, diversidade cultural e educação: a tensão entre igualdade e diferença. In: FERREIRA, L. de F. G.; ZENAIDE, M. de N. T.; DIAS, A. A. (orgs.). Direitos humanos na educação superior. Subsídios para a educação em direitos humanos na pedagogia. João Pessoa: Editora da UFPB, 2010.

______.Direitos humanos, educação e interculturalidade: as tensões entre igualdade e diferença. Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Departamento de Educação. Revista Brasileira de Educação. 2008.

DIAS, Adelaide Alves; PORTO, Rita de Cássia Cavalcanti. A pedagogia e a educação em direitos humanos: subsídios para a inserção da temática da educação em direitos humanos nos cursos de pedagogia. FERREIRA, Lúcia de Fátima Guerra; ZENAIDE, Maria de Nazaré Tavares; DIAS, Adelaide Alves (Orgs.). Direitos humanos na educação superior: subsídios para a educação em direitos humanos na pedagogia. João Pessoa: Editora da UFPB, 2010. p. 29-70.

DUSCHATZKY, Silvia; SKILIAR, Carlos. O nome dos outros: narrando a alteridade. In: LARROSA, Jorge; SKILIAR, Carlos. Habitantes de Babel: políticas e poéticas da diferença. 2. ed. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2011, p.119-162.

FLEURI, R. M. Diversidade religiosa e direitos humanos: conhecer, respeitar e conviver. [Et al] (orgs). Blumenau: Edifurb, 2013.

FONAPER. Fórum Nacional Permanente de Ensino Religioso. Parâmetros Curriculares Nacionais - Ensino Religioso. 9. ed. São Paulo: Mundo Mirim, 2009.

FREIRE, P. Pedagogia do oprimido. 17. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

GODOI, Luis. R. A importância da música na educação infantil, Londrina, Universidade estadual de Londrina, 2011.

KAERCHER, Gládis E. P. da Silva.  Literatura infantil e educação infantil: Um grande encontro. Cultura Acadêmica, 2011.

LARAIA, Roque de Barros. Cultura: um conceito antropológico. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 14ª Ed., 2001.

MIGNOLO, Walter. A colonialidade de cabo a rabo: o hemisfério ocidental no horizonte conceitual da modernidade. In: LANDER, Edgardo. A colonialidade do saber: eurocentrismo e ciências sociais – perspectivas latino-americanas. Buenos Aires: CLACSO, 2005.

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS (ONU). Declaração para eliminação de todas as formas de intolerância e discriminação com base em religião ou convicção. Assembleia Geral das Nações Unidas, Resolução 36/55, 25 nov. 1981.

QUIJANO, Aníbal. Colonialidade do poder, eurocentrismo e América Latina. In: LANDER, Edgardo (Org.). A colonialidade do saber: eurocentrismo e ciências sociais. Buenos Aires: Conselho Latino-americano de Ciências Sociais – CLACSO, 2005.

STEIL, C. A. O diálogo inter-religioso numa perspectiva antropológica. In: TEIXEIRA, F. (org.). Diálogo de pássaros: nos caminhos do diálogo inter-religioso. São Paulo: Paulinas, p. 23-33. (Coleção Caminhos de Diálogo), 1993.

WALSH, Catherine. Interculturalidade crítica e pedagogia decolonial: in-surgir, re-existir e re-viver. In: CANDAU, Vera Maria (Org.). Educação Intercultural na América Latina: entre concepções, tensões e propostas. Rio de Janeiro: 7 Letras, 2009a. p. 12-42.

______. Interculturalidade e (des) colonialidade: perspectivas críticas e políticas. In: CONGRESSO ARIC, 12., 2009, Florianópolis. Anais...  Florianópolis: ARIC 2009b.