Revista de Estudos Culturais e da Contemporaneidade - ISSN: 2236-1499

O estranho humor n’A Piada Mortal: Ou o dia em que o Coringa fez o Batman rir

D.O.I.: 10.13115/2236-1499.2012v1n7p5

Arizangela Oliveira Figueiredo

(Mestre em Literatura, leitura e identidades, UNEB)

Resumo

O presente texto tem como estudo a Historia em Quadrinhos intitulada A piada mortal, de Alan Moore e Brian Bolland. Neste texto, busca-se evidenciar como o roteirista, Alan Moore, constroi a partir do conceito de humor a historia do passado do Palhaço do Crime, O Coringa, e faz desse conceito a fonte balizadora da narrativa. Para isso, faremos uso dos textos de Sigmund Freud O Humor, O Estranho e O mal-estar na civilização, alem de enfatizarmos o diálogo com a literatura e o cinema. Batman e seu arquirrival são confrontados na sala dos espelhos, suas personalidades, suas motivações, e dessa forma o conceito transita na narrativa entre o presente e o passado, fazendo com que o desfecho surpreenda o leitor pela magnitude.

Palavras-chave: HQs, Batman, Alan Moore e Brian Holland

Abstract
This paper aims to study History in Comics titled The Deadly Joke by Alan Moore and Brian Bolland. In this text, it seeks to show how the writer, Alan Moore, builds from the concept of humor to the past history of the Crime Clown, The Joker, and makes this concept to Buoy source of narrative. For this, we will use the texts of Sigmund Freud Humor, The Strange and The malaise in civilization, besides emphasize dialogue with literature and cinema. Batman and his arch rival are faced in the Hall of Mirrors, their personalities, their motivations, and thus the concept in the narrative moves between the present and the past, making the outcome surprised by the magnitude of the reader.
Keywords: comics, Batman, Alan Moore and Brian Holland

 

Revista de Estudos Culturais e da Contemporaneidade - ISSN: 2236-1499

Capa/Sumário Diálogos N.° 7

Home Page da Revista

Normas de Submissão de Artigos